Fórum rpg de Fairy Tail
Eternum
Últimos assuntos
» [ROLEPLAY] LOL - As margens da guerra e seus deuses
[FP] Kalmia Latifolia EmptySab Ago 17, 2019 6:20 pm por Pão com Manteiga

» SDDS DO FORUM
[FP] Kalmia Latifolia EmptyTer Jul 02, 2019 1:53 pm por Manthrei

» Registro de magias
[FP] Kalmia Latifolia EmptyQua Nov 14, 2018 1:00 am por Crimson

» Ficha - Adam Schneider [Em Construção]
[FP] Kalmia Latifolia EmptyTer Nov 13, 2018 1:40 pm por Schneider

» [Parceria] The Leaky Cauldron
[FP] Kalmia Latifolia EmptyDom Nov 04, 2018 11:37 pm por Rebeca Pieterse

» [Parceria] - Fighters RPG!
[FP] Kalmia Latifolia EmptyDom Out 21, 2018 12:26 am por Fightersrpg

» [PARCERIA] Blood Survivors RPG
[FP] Kalmia Latifolia EmptySeg Out 08, 2018 2:12 pm por BS RPG

» Chegando com o pé na porta.
[FP] Kalmia Latifolia EmptySab Out 06, 2018 1:00 am por Death

» [Procurados] Carnificina Rage
[FP] Kalmia Latifolia EmptyQui Out 04, 2018 7:27 am por Death

» [RP atemporal] - Um mundo cinza
[FP] Kalmia Latifolia EmptySeg Out 01, 2018 3:10 pm por Nie Li

» Registro / Solicitação de narrações
[FP] Kalmia Latifolia EmptySeg Out 01, 2018 9:01 am por Nie Li



[FP] Kalmia Latifolia

[FP] Kalmia Latifolia - Publicado em Qui Set 13, 2018 7:20 pm

Kalmia Latifolia


Dados Pessoais


+ raça
Vegestial(grande porte)

+ gênero
F

+ idade
26

+ orientação sexual
Bissexual 

+ Afiliação
Blue Pegasus

+ Marca da Guilda
nuca

+ Aparência
Zyra-League Of Legends

+ descrição física

[FP] Kalmia Latifolia Zyra-Concept-by-Zeronis-League-of-Legends-Artwork-Wallpaper-lol

+ descrição psicológica

Keiny Lírio era seu nome enquanto era humana nem sempre foi uma vegestial, amada é cercada por suas plantas, anos atrás, era uma mulher comum com sonhos é objetivos que não tinham nada em comum com os de hoje. Keiny era cirurgiã, prodígio de sua área, exercendo bem cedo como estagiária em sua profissão é se especializando na área de cardiologia.
Apesar de seu sobrenome ser de uma espécie de flor ela não sabia sobre flores, agora apaixonada por plantas, obteve conhecimento pela flora  após ter sido feita parte de um experimento que não se sabe o por que mas talvez por erro do experimento ela se torna uma espécie de criatura Híbrida entre planta e humana, tem um temperamento difícil de lidar devido a constante mudança de humor é rancorosa está a procura de vingança de quem a transformou na criatura Híbrida.


História do Personagem

Após ter pegado um turno bem agitado no dia anterior, toma um café da manhã bem sucinto, mistura de ovo com tapioca recheada com queijo, presunto é peito de peru  acrescentando até frutas comendo-as separadamente de sua crepioca é bebendo um suco de laranja industrializado retirado de sua geladeira o que não era de seu costume comer frutas no café da manhã  deixou as louças sujas  na pia pois estava cansada demais para lavá-los, então após um banho demorado é relaxante, liga sua televisão para ver o noticiário é não foi uma boa ideia já que a grande maioria das notícias eram acidentes no trânsito é isso a fazia lembrar de seu cansativo emprego. Keiny resolve sair mas não queria levar seu celular para que nada a atrapalhasse pois ela queria sair pra se desligar do mundo é pra respirar um ar puro naquela manhã que o sol brilhava reluzindo é deixando os jardins das casas ainda mais belos mas não seria esse ar puro urbano que ela queria, pensou em fazer diferente já que seus dias corriqueiros não há permitia apreciar um bom ar, é um lugar calmo de uma floresta seria daquele silêncio na qual precisava, não ter conseguido salvar a vida de uma jovem de apenas 19 anos que tinha sofrido um acidente de carro na noite anterior a deixou muito chateada, tudo que precisava era de calmaria para se afugentar de seus dias corridos é agitados.
Não sabe-se ao certo por quanto tempo ela andou, aliás o tempo parecia não a incomodar a medida que ela caminhava mais longe da área urbana estava, menos pessoas ela via na rua caminhando apressadamente para que seus horários diário desse conta de cumprir todas as suas tarefas é mais tarde estava ficando, estaria apenas andando sem rumo ou querendo ficar perdida para não precisar voltar a sua vida cansativa, até que chega um certo ponto que ela já não avistava mais uma sequer pessoa na rua é não havia nem sinal de que ali era povoado até avistar uma densa floresta, seguindo o caminho de pequenas trilhas que adentravam para a floresta enquanto ela seguia a trilha, sentiu um ar fresco das árvores beijar sua pele docemente. Haviam vaga-lumes e outros insetos que rodeavam a luz do luar. Haviam algumas espécies relativamente perigosas de serpentes de médio porte e algumas aranhas venenosas é a noite, tudo se tornava mais arriscado. Porém não era o suficiente para atemorizar Keiny. Já não avistava mais a trilha por onde ela teria vindo, uma floresta densa é de galhos retorcidos os sons da mata ascenderam e ela já se arrependia de ter vindo. Um rastejar aqui, um quebrar de galhos ali. Parecia que a qualquer momento, todos os animais que poderiam estar ali, avançariam sobre ela para matá-la, mas ela escutou algo partindo galhos no chão que seriam passos de alguém ou um animal de grande porte para ter o peso de quebrar tais galhos e uma sensação inusitada de estar sendo seguida é o medo a preencheu ou seria delírio de sua mente por estar faminta já que passou toda a tarde e agora estando a noite sem comer é a cada passo que ela dava já se sentindo fraca, escutava os galhos se partindo cada vez mais perto de si.
Até que escuta alguém saindo de dentro da mata é lançando rapidamente a agarrando por trás, mas estava fraca demais para lutar e se debatia fraco demais para não conseguir se libertar e a pessoa que a agarrou tinha força demais, um leve toque de pano em suas narinas é um odor que ela não reconheceu mas sentiu todo seu corpo desmoronar sobre os braços do estranho.
Quando recobrou a consciência ela a viu amarrada em uma espécie de maca estava fria o lugar de paredes brancas tintura meio desbotada dando ar de que estaria meio abandonado ela avistou várias bandejas cirúrgicas e os instrumentos na qual tinha conhecimento mas não conseguia enxergar ao certo para identificar cada instrumento, estava cercada de muitas vidrarias que continham líquidos não conhecidos é papéis pregados nas paredes na qual a única coisa que conseguiu ler foi Kalmia Latifolia o resto eram fórmulas matemáticas na quais não sabia, é com base no seu conhecimento, reconheceu de que estariam fazendo algum tipo de experimento com ela, notou ao seu lado uma bolsa de soro sendo injetada pelo modo intravenoso usando uma polifix de multívias que seria para inserir outros líquidos é e assim sentindo sua visão ficando embaçada e suas pálpebras se fechando notou um corpo vindo em sua direção é por ironia do destino usava jaleco branco foi só o que conseguiu notar antes de perder a consciência novamente.
Acorda-se com um pássaro de uma espécie desconhecida de porte médio berrando em cima de seu corpo que quando ela numa tentativa falha de se levantar acaba o fazendo voar para longe, suas pálpebras abrindo com muita dificuldade recebendo a luminosidade do sol e seus sentidos sendo despertados pela correnteza da aguá indicando que havia um riacho por perto e suas vistas reconhecendo que era uma floresta diferente da do ponto de partida sentia seu corpo pesado demais é dolorido também devido ao fato de ser jogada ali e sentiu-se totalmente descartada, para alcançar o riacho resolveu se arrastar estava com muita sede é com a garganta dolorida demais para se importar de onde beberia a água, chegando ao riacho jogou sua cabeça rapidamente ficando imersa pela água e tomou uma grande dosagem de água e quando retornou a superfície estranhou seu reflexo que ainda estava borrado devido a movimentação que tinha feito após emergir sua cabeça da água mas estava estranhando demais seu reflexo e ficou olhando fixamente até que teria conseguido ver seu reflexo, quase engasgou-se em uma frenética torce mal conseguia acreditar no que estava vendo, pânico seria o primeiro sentimento olhou diversas vezes para o reflexo para confirmar o que estava vendo, para ter certeza de que a fome não estava fazendo ela alucinar, teria ela se tornado uma espécie de criatura Híbrida entre planta e humana levantou-se olhou para suas mãos seus braços estavam verdes com uma espécie de folhagem coberta com cordas enroladas sobre seu braço que continha espinhos tendo início do seu ombro e que ficavam meio estendidas quase tocando o solo é percebeu o que havia acontecido no lugar para qual foi sequestrada é levada, o tal experimento é assim o resultado, a ira tomando posse de si é o desejo de vingança.

Dados Mágicos


+ magia principal
Plant  Magic

+ magia adjacente
Sua magia secundária

+ Hit Points
240

+ Magic Points
160


Força Física: 2
Resistência Física: 3
Força Mágica: 2
Resistência Mágica: 8
Velocidade: 5

Perícias:
- Botânica
- Cirurgia
- x
- x
- x




Última edição por Kalmia em Ter Set 18, 2018 8:20 pm, editado 1 vez(es)
Kalmia
[FP] Kalmia Latifolia 100x100
Sem Rank
Kalmia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Kalmia Latifolia - Publicado em Ter Set 18, 2018 8:11 pm

Kalmia
[FP] Kalmia Latifolia 100x100
Sem Rank
Kalmia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Kalmia Latifolia - Publicado em Ter Set 18, 2018 8:21 pm

[FP] Kalmia Latifolia AWX1mmf

Não se esqueça de registrar sua magia e photoplayer

_________________

_ Katana _
Avaliadora_Narradora_Moderadora

Ramiris
[FP] Kalmia Latifolia 100x100
Admin
Ramiris

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Kalmia Latifolia - Publicado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo



Você não pode responder aos tópicos neste fórum

Layout desenvolvido por Akeido.
Fairy Tail Eternum - 2019. Hospedado por Forumeiros.com