Fairy Tail Eternum
Fórum role-play de Fairy Tail.
15/07 O tópico de regras foi atualizado com algumas informações referentes ao nickname de suas contas. Pedimos para que leia e caso esteja irregular, solicite a modificação para um administrador.

08/07 Lembramos a alguns usuários que os avatares precisam estar obrigatoriamente no tamanho 250x400, pedimos para que atualizem-os, afim de deixar o código ajustado de forma correta.

08/07Após algumas semanas de diversas mudanças, acreditamos que desta vez, o layout do fórum estará em sua forma definitiva. O problema dos links de acesso rápido foram consertados.
Últimos assuntos
» Registro de magias
Qua Nov 14, 2018 1:00 am por Crimson

» Ficha - Adam Schneider [Em Construção]
Ter Nov 13, 2018 1:40 pm por Schneider

» [Parceria] The Leaky Cauldron
Dom Nov 04, 2018 11:37 pm por Rebeca Pieterse

» [Parceria] - Fighters RPG!
Dom Out 21, 2018 1:26 am por Fightersrpg

» [PARCERIA] Blood Survivors RPG
Seg Out 08, 2018 2:12 pm por BS RPG

» Chegando com o pé na porta.
Sab Out 06, 2018 1:00 am por Death

» [Procurados] Carnificina Rage
Qui Out 04, 2018 7:27 am por Death

» [RP atemporal] - Um mundo cinza
Seg Out 01, 2018 3:10 pm por Nie Li

» Registro / Solicitação de narrações
Seg Out 01, 2018 9:01 am por Nie Li

» [Treinos] - Nie Li
Seg Out 01, 2018 8:59 am por Nie Li

» [ - TREINO - ] Testando limites
Sex Set 28, 2018 6:47 pm por Cameron Dupont


Ficha - Naldeven Bakrlanoor

Ir em baixo

Postado em Qua Jul 04, 2018 4:37 pm

Naldeven Bakrlanoor


Dados Pessoais


+ raça
Humano com proteses mecanicas

+ gênero
M.

+ idade
58

+ orientação sexual
Heterossexual

+ Afiliação
Andarilho

+ Marca da Guilda
Mão esquerda

+ Aparência
Dr. Franxx

+ descrição física

Spoiler:


+ descrição psicológica

Naldeven Bakrlanoor ou simplesmente Dr. Bakrlanoor ou também Naldeven, é um ex-padre e filósofo de Zentopia, porém em algumas ocasiões ainda se apresenta como padre. Independente desde sua adolescência e focado em adquirir conhecimento sem um objetivo traçado, sua crença em Deus é absoluta, mas não doentia tendo em mente que todo acontecimento tem um motivo escondido e por isso deixa algumas coisas para o “seu tempo” e sempre levando a crer que todo encontro é predestinado, por isso preza por suas amizades que faz ao longo de sua vida, desde muito cedo é do tipo estratégico e estudante sobre machinas, assim levando algum tempo de sua vida para ler e aprender sempre mais sobre esse assunto e um dos principais motivos é as próteses em seu corpo, por isso busca conhecimento avançado sobre o assunto. Embora não tenha um objetivo traçado e perambule pelo mundo hoje em dia, em seu tempo de padre se destacou por sua bondade com as pessoas, sempre levando suprimento aos desabrigados e assim espalhando um pouco do amor divino por onde andar, e mesmo após sair da igreja não deixou o seu costume bondoso de lado, pois embora seja um ex-padre o próprio acredita que não é preciso ser um padre ou arcebispo para espalhar o amor ao próximo, desde que as pessoas façam o bem sem discriminação.

Dedicou muito tempo da sua vida à igreja e isso moldou um pouco o seu ser, assim se tornando um pessoa filosófica durante seus diálogos, pois seu treinamento e prática dentro da Zentopia fez com que pudesse enxergar um lado bom em todo mundo, por isso se oferece para ajudar a todos de qualquer maneira, principalmente em conversas, neste lado é capaz de compreender o lado das pessoas que sofrem, um pouco sentimental e tenta passar isso em suas frases de ajuda, quando se encontra nesse tipo de diálogo emocional, pode-se notar uma expressão de felicidade no homem, um costume talvez por sua idade avançada é sua interação com as pessoas, gosta de falar e conversar sobre tudo que vem em sua cabeça, algumas vezes cria laços rapidamente por isso, sempre gentil e carismático e as vezes um pouco sarcástico, é comum que se abra e fale com mais intimidade com pessoas que o veem como amigo e que confiam nele, isso se aplica ao próprio também, e claro que não deixa de contar algumas histórias de sua vida e outras apenas para descontrair, durante suas frases filosóficas tem o costume de citar registros históricos, assim comparando algumas situações para descrever melhor sua explicação.

Nunca fugiu ou se escondeu de batalha e até mesmo se dispõe a ajudar na linha de frente para proteger algum bem maior, até mesmo quando é por algo “minúsculo” aos olhos do homem como proteger uma simples vida como de um pássaro, gato ou cachorro, é incapaz de matar qualquer ser humano que julga como inocente, por maior que seja a diferença, ele não é capaz de tirar a vida de alguém que nunca fez mal algum. porém não se aplica a seres que corrompe o equilíbrio da natureza e distorce as regras de Deus, usa da violência e é totalmente capaz de matar qualquer ser que seja maldoso no mundo, ignorando até mesmo seus ensinamentos. Mesmo que seja um padre formado nunca foi capaz de perder o encanto pelo gênero oposto, assim levando muitas advertências por seu comportamento “mulherengo” na sua adolescência, porém hoje em dia isso é totalmente controlado e não dar em cima de toda mulher, afinal aprendeu que todas as pessoas devem ser respeitadas independente do que seja, por isso não mistura sentimentos e trata a todos da mesma maneira além de que só amou uma mulher até então, logicamente elogia as mulheres, mas não se envolve com nenhuma mulher que não tenha uma idade avançada como ele, algumas vezes disfarça  o olhar e quando perguntado inventa desculpas sarcásticas, padre ou não isso nunca o impediu.  

Durante seu tempo livre ele não tem objeção de aparecer em locais públicos, afinal é um homem que saboreia café acima de todas as bebidas, sempre parando em qualquer estabelecimento que tenha uma simples xícara de café para saciar a sua sede, isso é praticamente um vício, sua origem humilde lhe faz ter apego por locais “pobres” pois costuma dizer que os locais mais humildes é de onde brotam os melhores frutos, assim se referindo sempre as pessoas humildes de bom coração na periferia do mundo, como das comidas caseiras que sempre busca experimentar independente de onde estiver, ainda mais em casos de visitas. Não costuma tomar a frente ou ser líder de alguma coisa e quando se encontra nessas situações sempre “empurra” alguém que ele julga como digno de estar na liderança de alguma coisa, costuma também adicionar comentários e quando questionado não mede palavras para explicar ou falar seja lá de qual assunto for. Utiliza uma bengala da qual raramente se desfaz, e por isso estar sempre com ela e mesmo que tenha uma certa idade ainda assim sabe controlar seu corpo, porém gosta de usar ela por precaução e para passar a frente em filas, por exemplo.


História do Personagem





Já faz algum tempo desde que o extermínio me deixou neste estado… Quantos anos eu nem me lembro mais… Mas esse dia me custou muita coisa, devo confirmar que foi o acontecimento mais importante em minha história, afinal muita coisa aconteceu, foi a partir desse dia que eu implantei as próteses mecânicas em meu corpo, perdi alguns amigos… De fato foi crucial para mim, não tem como negar que muita coisa mudou depois do extermínio, devo começar essa história… Sentem crianças.


Aquele dia não estava diferente dos outros eu nem imaginava oque me esperava… Como de costume após me acordar, fui comer alguma coisa no refeitório juntamente dos outros padres que ali estava, entre eles poucos eu tinha uma amizade “forte” e não posso deixar de citar o Melphis e o meu parceiro de todo momento, Razeriel. Não éramos um trio, mas nossa amizade com Melphis, inclusive a minha, se tornou forte, afinal já fazia algum tempo que nos conhecemos, e ironicamente nós encontramos naquele local, foi um café da manhã bom, conversamos, brincamos e sorrimos bastante, parecia que a paz reinava e nada poderia perturbar a ordem, assim acreditava… Não imaginei que estava errado com relação a isso, nunca passou pela minha cabeça que ocorreria um ataque contra nós, renomados e temidos, era duro crítica nossa defesa e chamá-los de “relaxados” afinal até mesmo nossos superiores deveriam estar de bem com a vida com tanta proteção que a Santo Sacramentum tinha. Mas não se chora pelo leite derramado, afinal tudo tem o seu tempo, isso é absoluto e por mais que tente mudar ou prolongar… Uma hora o seu tempo chega, e era chegada a hora de sermos extintos


Não é certo falar que se houvesse um preparo antes, nós teríamos ganhado aquela guerra, não tinha como mesmo…. É frustrante falar isso, o nosso nível era muito abaixo… Independente de quem estivesse na liderança  ou na linha de frente, nosso destino estava traçado. Algum tempo se passou e como de costume eu dei uma volta pelo local, gostava da paisagem e me sentia vivo com a brisa, refrescante e me fazia lembrar dela… A única mulher que amei e infelizmente perdi para uma doença, claro que me senti triste, as pessoas que me viam feliz não fazem ideia da tristeza que levei em meu coração durante muito tempo, mas não podia me isolar em uma depressão, afinal ela não gostaria disso, sei que ia querer que eu tivesse uma vida mesmo após a sua partida… E eu precisava viver mesmo.


Um banco feito de concreto perto de um pequeno lago, me sentei nesse local para descansar meu corpo, a brisa era boa, podia até notar o doce som dos pássaros sobrevoando o local, música para meus ouvidos e uma pintura excepcional, de fato Deus é incrível em criar um mundo tão belo… Ah mas eu não sabia que a minha paz assim como a de outros companheiros se extinguiria de uma hora para outra, eu fechei meus olhos e suspirei, podia sentir os batimentos de meu coração e um alívio enorme dentro de mim, era revigorante, porém ouvi uma explosão, o estrondo que fez me despertou, levei alguns segundos até notar que era um ataque, pois por alguns segundos tudo ficou em um silêncio após a explosão, bom não podia ficar parado e por isso me levantei seguindo até o local cuja fumaça alertava “problema”. No meio do caminho vi alguns padres correndo ainda feridos, não consegui pegar nenhuma informação pois estavam assustados, claro que eu era um dos poucos a usar magia e fazer alguma coisa para ajudar. Outra explosão, dessa vez ao norte de onde estava, quando me dei conta ouvi pelo menos três explosões em sequência, de fato era um ataque e dos grandes, não podia ficar parado naquele local e com ou sem informação eu corri na direção oeste, um dos locais cuja explosão foi intensa, enquanto corri na direção me deparei com Melphis, ficamos a frente um do outros, era como uma despedida, um braço e logo tomamos rumos diferente. “- Tome cuidado amigo.” foi o último diálogo que tive com ele.


Caminho diferente, mas a luta seria intensa do mesmo jeito… Não era uma surpresa perceber aqueles demônios se divertindo ao matar meus companheiros, não podia perder minha razão e sinceramente foi complicado agir racionalmente, mesmo que eu tivesse um pouco de força, pude lutar contra os dois demônios que estavam na minha presença, foi difícil e isso me deixou muito cansado… Alguns ferimentos pelo corpo e uma luxação no meu ombro direito, complicado me movimentar, mas os dois demônios estavam mortos diante de meus pés, me glorificar? Poderia, mas não era a situação para isso…. Afinal uma outra coisa acontecia, e sim… Algum demônio chefe ou sabe-se lá oque, um ser que era capaz de causar medo apenas ao olhar em seus olhos, um poder imensurável exaltava dele, e quando desceu e colocou seus pés em solo sagrado, simplesmente varreu tudo… Solo? Estrutura? Não havia mais nada, tudo estava em ruínas, eu e meu parceiro até que tentamos, mas ele o matou em um piscar de olhos… Não consigo simplesmente falar a maneira brutal que ele foi assassinado pelo demônio, mas aquilo me deixou irritado….


Com ele outros dois apareceram e parecia obedecer a suas ordens, infelizmente tive que enfrentar ambos… Complicado lutar naquele estado, mas ainda podia usar minha magia para atacar e defender, porém…. No cheque-mate um padre se jogou na minha frente, tomando todo dano dos demônios e isso era chocante… Ver meus companheiros morrer diante de meus olhos era algo complicado, porém aproveitei a brecha para correr… Sim eu corri, conhecia o local que estava e por isso soube me esconder por um tempo, encostado na parede ainda sangrando comecei a pensar em meus amigos, chorei enquanto pude, a situação não foi das melhores… Afinal o clima não era nada bom, mesmo sem ver com meus olhos naquele momento, podia sentir a atmosfera triste… Com certeza todos estavam mortos e não ia demorar muito para acontecer o mesmo comigo, eu deveria fugir, não é mesmo? Mas não fiz isso, o tempo que ganhei deu para me recuperar um pouco e então me levantei…


Não vi ninguém até então e corri um pouco a procura de algo… Sim lá estava, aquele demônio negro com chifres vermelhos, praticamente um ser exalando um poder imenso… Era assustador o nível daquilo, mas pela minha ex-mulher, por Razeriel e por Melphis… Por todo mundo que havia se sacrificado… Não poderia deixar aquilo em branco, se eu morresse? Era a minha hora mesmo, não posso deixar algo como aquela situação passar em branco, então… Fui para cima e tive que combater alguns “rebaixados” na mão, usar de meus socos e chutes para vencê-los e isso me cansava, talvez eu tivesse dado dor de cabeça à eles e isso fez aquele monstro se virar para mim, parecia aceitar meu desafio e isso me assustava… “- Em nome da Santo Sacramentum… Irei destruir você, ser maligno.” gritei. Frustrante o meu combate, meus socos nem sequer atingia a sua face e minha magia não lhe arranhava nem um pouco. Então ele atacou, oque era? Não sei, apenas usou alguma coisa e fez uma explosão dominar aquele local, quando me dei conta… Estava totalmente machucado… Podia notar que não enxergava bem com um olho, não sentia um braço… E sangrava muito, estava morto praticamente… Fiquei fora de mim por um tempo e tive um sonho…


Um sonho… Sim maravilhoso não podia negar, eu vi ela… A mulher que um dia eu amei, mas estava diferente dessa vez, usava um vestido branco que sempre combinou com ela, era realmente linda… Me apaixonei por ela de novo, mas quando amamos nós apaixonamos até por coisas bobas, não era de se estranhar isso. “-Volte, ainda não é a sua hora. Quando enfim chegar o seu tempo, estarei te esperando… Meu amor.” E após sua doce voz se extinguir… Me acordei, estava sob medicamentos, e um demônio apareceu para cuidar de mim, do gênero feminino e muito bela… Fiquei corado ao notar ela cuidando de mim, uma voz doce e não aparentava ser perversa como os outros do extermínio, mas não era só ela, um Machina apareceu e me propus uma oferta, colocar próteses mecânica e isso me faria ter uma vida como antes, afinal no meu estado era um inútil.


Sim, doeu… Cada ligação dos nervos me fizeram gritar como criança, chorava igual um bebê, a dor era insuportável, mas eu me lembrei da minha ex mulher, lembrei de meus amigos… “ - Ele não vai aguentar… “ disse uma das ajudantes, e nesse momento de maneira grossa pus o meu braço ainda bom sobre o ombro dela e apertei, manerei na força e olhei para ela, sabia que deveria entender a minha dor. “ - Isso não é nada comparado ao que eles sofreram” Olhei nos olhos daquele ser, por algum motivo eu me perguntei "oque me diferencia deles?" E não consegui encontrar uma resposta, naquele momento fui tratado por um Machina e uma demônio, deles recebi minhas próteses e aproveitei para passar a eles um pouco da palavra de Deus e do que eu aprendi com tanta coisa que aconteceu, não podia negar que a ação deles me comoveu, não era apenas dois... Mais um grupo que tinha como objetivo cuidar das pessoas, talvez tenha sido um dos principais motivos para me mudar tanto... Mas de todo jeito, não tinha mais a Santo Sacramentum comigo, talvez um fio de esperança me fizesse acreditar que outros sobreviveram, mas nunca encontrei resposta. Aprendi que devemos amar ao próximo e cuidar um do outro, sem discriminação de raça ou gênero, pois os que cuidaram de mim, não se importam com isso, me tornei o Andarilho que sou hoje, levo aos mais pobres uma palavra que os incentive a viver e trabalhar duro, tento levar esperança aos que não tem, as pessoas que pouco possuem recursos, é a eles que tento ajudar, mesmo que seja um animal indefeso, ajudarei. Objetivo eu não tenho, mas isso não me importa, nunca fez diferença antes e não será agora que vai fazer.



Dados Mágicos


+ magia principal
Crash Magic

+ magia adjacente
Sua magia secundária

+ Hit Points
225

+ Magic Points
175


( distribua 15 pontos aqui )
Força Física: 1
Resistência Física: 1
Força Mágica: 10
Resistência Mágica: 3
Velocidade: 8m/s

Perícias: ( escolha 2 perícias )
- x Engenharia de Machina
- x Estratégia
- x
- x
- x


Naldeven Bakrlanoor
avatar
Mensagens : 5


Ficha de magos
XP:
0/0  (0/0)
HP:
0/0  (0/0)
MP:
0/0  (0/0)
Naldeven Bakrlanoor

Voltar ao Topo Ir em baixo

Postado em Sex Jul 13, 2018 3:48 pm

Aprovado(a)

Seja muito bem vindo(a) Ao Fairy Tail Eternyum.

Por favor Não esqueça de registrar sua Magia Aqui e Seu Photoplayer aqui

Obs: A sua história é emocionante, parabéns, ótima escrita.

Zéf
Charada
avatar
Mensagens : 184

Charada

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissoes deste sub-fórum
Você não pode responder aos tópicos neste fórum