Últimos assuntos
» Reabertura do fórum e novas diretrizes.
Ter Jul 04, 2017 5:39 pm por Eternyun

» [Missao Rank D] - Ace (construçao)
Sex Jun 30, 2017 5:41 pm por Ace Kurama

» [Missão - Rank D] Segurança por um dia
Sab Abr 01, 2017 6:01 pm por Edmund von Smith

» Várias coisas staff
Seg Mar 27, 2017 11:32 pm por Eternyun

» {Pedido] Narrador
Seg Mar 27, 2017 1:49 pm por Eternyun

» [Criações] Wildflower Shrine
Seg Mar 27, 2017 1:03 pm por Eternyun

» Criações Fang - War of Change
Seg Mar 27, 2017 1:02 pm por Eternyun

» [Missão Rank D] O primeiro Guerreiro
Seg Mar 27, 2017 2:32 am por xico_colaco

» [Aventura] Kodama Kobayashi
Sab Mar 25, 2017 4:42 pm por Fang Krieger

STAFF
Eternyun
ADM Fundador
Contate-me
KILLUA
ADM Auxiliar
Contate-me
FANG KRIEGER
ADM Auxiliar
Contate-me
ANGRA MAINYU
Narrador
Contate-me
DESCONHECIDO
Nenhum
Contate-me
DESCONHECIDO
Nenhum
Contate-me
Conectar-se

Esqueci minha senha

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 18 em Seg Fev 27, 2017 7:06 pm
Parceiros
Parceiros

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


[Ficha ] Eternyun [ Mirna ]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Ficha ] Eternyun [ Mirna ]

Mensagem por Eternyun em Sex Fev 03, 2017 4:21 pm

Winter Diamond
...
...


Dados pessoais:

Nome: Mirna Ostrovsky
Idade: 17
Raça: Beastial (Pequeno Porte) - Diamond ( Minestial )

Explicação/Habilidade Beastial:
Mirna é um Beastial baseado numa "gem", mais propriamente numa Diamond, o seu verdadeiro ser é uma joia existente no seu corpo artificial e este, pode ser substituído caso a jóia seja implantada num outro. A habilidade principal deste "Beastial" é o seu corpo, ou seja, o ser é a joia e não o exterior, claro, recebe dano como qualquer outro ser, no entanto, o seu único ponto vital é a joia, esta é a única coisa que precisa para se manter viva.

Sexo: Feminino
Altura: 1,75m
Peso: 51kg
Personalidade: Mirna é uma mulher destemida, que sabe o que quer, no entanto, devido ao seu passado, tornou-se numa pessoa bruta, má, que apenas deseja ver aqueles ao seu redor sofrer, quer precise ser séria, ou completamente sádica, ela consegue fazê-lo, visto que raramente sente algo, estas ações e emoções todas são geralmente feitas especialmente para manipular quem deseja. Por outro lado, Mirna é apaixonada, amável, carinhosa, porém todos os seus traços bondosos foram trancados a sete chaves no seu pequeno cristal, claro, de uma forma metafórica. Depois de uma superfície muito densa e bruta, é possível alcançar o coração bondoso que constitui a sua verdadeira pessoa, todavia, apenas uma única pessoa foi capaz de o conseguir. Os valores mais importantes para Mirna são, sem dúvida, o amor e a liberdade, ninguém merece ser controlado, ela viveu isso toda a sua vida, mas agora está disposta a retirar a liberdade de qualquer um devido, ao seu único, amor.
Aparência: Ela possui também um pequeno lozangulo de cristal, azulado, no seu peito, um pouco acima dos seus seios.

Spoiler:

Dados do personagem:

História:
As pancadas estridentes do ferro sobre aquele estranho mineral eram arrepiantes, assemelhavam-se a gritos agudos que libertavam todo o seu pudor a cada, miserável, pancada de um enorme e rude martelo. Como é que algo assim conseguia moldar algo que viria a ser, algum dia, belo e cheio de vida, era um mistério, mas assim foi. As mãos sujas de um homem aos poucos e poucos davam forma àquele peculiar cristal, assemelhava-se a algumas pedras preciosas já existentes no nosso mundo, no entanto, era algo que nunca fora encontrado ao acaso. Poucos sabiam da existência deste mágico e misterioso mineral, era único, no entanto, aqueles que comandaram o largo e forte ferreiro moldá-lo sabiam exatamente o que poderiam fazer com ele. Eram alguma espécie de ceita ou grupo rebelde, no entanto, não sei se posso chamá-los de família, não, o mais próximo que tive de família foi o ferreiro cujo nome ainda desconheço. Sim, eu fui construida, o tal grupo apoderou-se das propriedades mágicas de um cristal mágico encontrado, ou até mesmo, criado por eles, não sei bem, o que sei, é que utilizaram-no para me trazer ao mundo. Não se enganem, não me trouxeram para terem uma filha, eles queriam uma arma e foi o que construiram. O meu corpo é ainda um mistério, no entanto, eu sempre me comparei aos restantes seres, aos ditos "humanos". Tenho a mesma aparência desde que fui feita, não cresci, não diminuí, nunca fui algo a que os humanos chamam de criança, no entanto, sei à quanto tempo tenho vida, consigo lembrar-me de tudo o que fiz, como se estivesse a viver o momento. As diferenças que eu consegui encontrar com os meus criadores foram, primeiramente, o corpo, eu tinha carne e pele verdadeira, mas pareciam-me falsas, como se não me pertencessem, contudo era o que me constituia e que me fez ser quem eu sou. A segunda e, poravavelmente, a mais importante diferença, era a pedra preciosa que eu possuo ainda hoje entre o meu peito, um lozangulo de cristal, esse era o centro do meu ser, o meu verdadeiro corpo, ao início fiquei assustada, porém na época em que ainda me controlavam explicaram-me como é que fui feita.

- Bem soldado, o teu corpo é isso aí - apontou ele encostando o dedo indicador ao meu cristal, achei-o muito insultuoso e desrespeitador, era como se tocasse na minha alma - O teu exterior fomos nós que criámos e, ao juntar o cristal com o corpo falso criámos vida!
Este foi um dos que me educaram e ensinaram tudo o que eu tinha que saber, nos primeiros anos da minha vida, eu era ingénua e confiava em todos, eram a minha família de verdade, ensinaram-me a falar, a escrever, ler e, é claro, a lutar, afinal de tudo, eu era uma arma, era tão insignificante e importante ao mesmo tempo que não me importei durante vários anos. Contudo, cansei-me de ser chamada de Soldado Ostrovsky, era o sobrenome do chefe do grupo. Eu estava pronta a partir, a rebeliar-me contra os meus próprios criadores, estava farta... farta!

- M-Mas... quem é ela? - perguntei ao homem que me ensinou a falar enquanto observava uma linda mulher a aproximar-se de uns membros do grupo - Ela é...
- Linda? - interrompeu-me seguido de uma gargalhada forte e bastante barulhenta - Não me digas que te apaixonas-te Ostrovsky, hahahahaha! Levantei-me e desferi um soco certeiro na face do sujeito, por mais inferior que fosse, eu tinha a certeza que era a mais forte dalí, pelo menos fisicamente, os meus socos pareciam pedregulhos e adormeceram o indivíduo de uma só vez.
- Está tudo bem? - disse a bela humana de cabelos encarnados, o meu cristal parecia querer partir assim que ouvi a sua voz, foi a primeira vez que consegui sentir algo de verdade - Não sabia que conseguias corar, haha! - afirmou a mulher encostando a mão no meu rosto frio, espantado e, agora, tão vermelho como os seus cabelos.

Ela trouxe algo à minha vida que pensei nunca vir a ter, ouvia histórias, ouvia conceitos de muitos soldados bêbados, mas nunca imaginei que o amor seria assim. O corpo dela, o sorriso, a voz, o cabelo, o toque dela, o aroma, eram tudo o que precisava para viver, como uma humana de verdade. As histórias e aventuras que passámos junas foram incríveis, a sua atenção enchia-me o suposto coração de alegria, eramos completamente apaixonadas uma pela outra, estava tudo onde precisava estar, mesmo sendo considerada uma arma, não me importava, eu era a arma dela, fui feita para ela e ela, talvez, foi feita para mim! O amor, para mim, é eterno, nunca deixei de amá-la, não me importava com os homens que apareciam na vida dela, eu sabia que ela jamáis me trocaria, eu fazia parte da alma dela, pelo menos era isto que eu pensava. A dança que começámos desde o dia em que nos conhecemos terminou quando ela se casou, ela deixou-me, abandonou-me, como é que isto é possível? Eu era dela e ela... era minha, ele roubou-a, tirou-a de dentro de mim, ele... rachou o meu cristal e destruiu-me a alma! Natasha! Natasha! Natasha?!

A verdade, é que fui feita para ela, fui feita à medida, para ser a arma dela, a sua arma... e apenas isso, apercebi-me disto enquanto as minhas primeiras e últimas lágrimas escorriam pela minha face e molhavam o meu cristal, os soluços interrompiam a minha respiração, a minha cabeça doía com todas as recordações que tinha dela, o cheiro, os seus olhos, o coração dela!
- Eu não aguento mais! A minha vida terminou, não terminou? Porquê?! P-porquê? - gritava sozinha enquanto abraçava os meus próprios braços - Aquele idiota, ele deixou-a morrer, teve o que mereceu, se fosse eu... ela ainda estaria perto de mim, sorrindo, dançando e me beijando. - E então, tudo se tornou claro como a àgua, a sua morte não seria em vão, eu sempre ama-la-ei, no entanto, o meu cristal corrompeu-se, voltei a ser a arma, sem sentimentos, sem amigos, sem amor. Desta vez, não voltarão a controlar-me, se a minha oportunidade de ser feliz me foi negada, ninguém mais vai sê-lo, não me interessa o quanto me custe, o quão idiota isto seja, eu vou... destruir tudo...

Por ela.

Status:
HP: 50
MP: 60

Dados Mágicos:

Magia: Reequip: The Knight
Magia Adjacente: -x-

Força Física: 0
Resistência Física: 0
Força Mágica: 0
Resistência Mágica: 6
Velocidade: 8 m/s


Perícias:
- Estratégia
- Psicologia
-x
-x
-x

Inventário:





Thanks Tess
avatar
Eternyun
Admin
Admin

Mensagens : 413
Data de inscrição : 27/01/2017

Ficha de magos
XP:
0/100  (0/100)
MP:
50/50  (50/50)
HP:
60/60  (60/60)

Ver perfil do usuário http://fairytaileternum.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Ficha ] Eternyun [ Mirna ]

Mensagem por Killua em Dom Fev 05, 2017 1:54 pm

Ficha Aprovada!

Leia as regras com atenção e se divirta! Qualquer dúvida, mande uma MP.


Ps.: Não consigo colocar a magia em seu perfil, sei lá o por quê.

_________________
Killua Zoldyck
avatar
Killua
Rank D
Rank D

Mensagens : 114
Data de inscrição : 31/01/2017
Idade : 18

Ficha de magos
XP:
100/150  (100/150)
MP:
300/300  (300/300)
HP:
175/175  (175/175)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum